Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e ARTEMISIA selecionam empreendedores com foco na Primeira Infância

Posted on Posted in Captação de Recursos, Sem categoria

A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) acaba de firmar uma parceria com a ARTEMISIA, organização pioneira no fomento de negócios de impacto social,  para o ARTEMISIA Lab Primeira Infância. A proposta é selecionar, no mínimo, 30 empreendedores interessados em desenvolver negócios de impacto social com foco na primeira infância (da gestação aos 6 anos).

Segundo Eduardo Marino, gerente de avaliação da FMCSV, o objetivo é identificar inovações para serem escaladas e que possam, até mesmo, influenciar programas e políticas públicas. “Entendemos que há poucos negócios de impacto social voltados à primeira infância – que vai desde os cuidados na gestão, com o pré-natal, depois o parto, o apoio para os primeiros dias, até a criança entrar na escola – e uma demanda importante no país por produtos e serviços para esse público”, destaca. Há oportunidades para a criação de modelos de negócios – soluções inovadoras que aprimoram serviços que já existem (qualificação de babás, informação para pais e educadores etc.) ou que supram deficiências.

Hoje, no Brasil, há 16 milhões de famílias com crianças com menos de seis anos de idade. Atualmente, em todo o mundo, cerca de 200 milhões de crianças não conseguem atingir seu pleno potencial devido a experiências negativas provocadas por desnutrição, infecções, complicações no parto, exposição à violência, entre outros desafios.

A Fundação já vem desenvolvendo um trabalho no campo da inovação há dois anos com apoio ao edital do “Saving Brains”, programa do Grand Challenges Canada, que financia projetos inovadores de promoção do desenvolvimento da criança, com ênfase nos primeiros mil dias. Além de fazer o co-investimento no programa, a Fundação realiza o monitoramento dos projetos no Brasil.

A partir dessa iniciativa percebemos que havia uma demanda relevante por parte de empreendedores e startups neste campo. Decidimos então testar e ver o quanto existem de ideias interessantes. Percebemos que há empreendedores com um bom trabalho na área, mas é preciso dar oportunidade para que possam mostrar o que estão fazendo e também para desenvolverem melhor um plano de negócio a fim de crescerem e ganharem escala”, comenta Eduardo.

Para a ARTEMISIA, as principais características dos negócios de impacto social são o foco na baixa renda (negócios desenhados de acordo com as necessidades e características da população de baixa renda); intencionalidade (negócios que possuem a missão explícita de causar impacto social e são geridas por empreendedores éticos e responsáveis); potencial de escala (podem ampliar o alcance por meio da expansão do próprio negócio); rentabilidade (possuem um modelo robusto que garante a rentabilidade sem depender de doações ou subsídios); impacto social relacionado à atividade principal (o produto ou serviço gera diretamente impacto social); e distribuição ou não de dividendos (o negócio pode ou não distribuir dividendos a acionistas não sendo esse o critério para definir negócios de impacto social).

No processo de seleção para o ARTEMISIA Lab Primeira Infância, serão analisadas as ideias e startups que desenvolvem produtos e serviços para a gestação, parto, pré-natal, saúde da criança, desenvolvimento infantil, formação dos pais, entre outros.

Os empreendedores selecionados irão participar de um laboratório de três dias, de 18 a 20 de junho, em São Paulo, a fim de que possam trabalhar conjuntamente para criar protótipos e validar ideias que se tornarão negócios de impacto social. Nesta formação, os empreendedores participarão de workshops vivenciais sobre temas, como: proposta de valor, prototipagem, mentoria com especialistas em primeira infância e em startups, geração conjunta de ideias, preparação do pitch e design thinking.

As melhores ideias receberão, como incentivo, uma mentoria da equipe da ARTEMISIA e um capital semente. A Fundação e a ARTEMISIA irão realizar também uma série de articulações com possíveis investidores a fim de aproximar os novos negócios de oportunidades existentes na área.

Os interessados em participar podem fazer a sua inscrição até o dia 31 de maio pelo site.

 A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal é associada do GIFE

Fonte: http://www.gife.org.br/edital-fundacao-maria-cecilia-souto-vidigal-e-artemisia-selecionam-empreendedores-com-foco-na-primeira-infancia-15954.asp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *